China dá mais um passo importante na corrida espacial – ATUALIZADO EM 17 DE NOVEMBRO DE 2011 ÁS 18:25h

Publicado: 17 de novembro de 2011 por sundeksp em Reportagens
Tags:, , ,

ATUALIZADO EM 17 DE NOVEMBRO DE 2011 ÁS 18:25h

A cápsula da nave espacial chinesa Shenzhou VIII aterrissou em Siziwang, na região autônoma da Mongólia Interior
A nave espacial chinesa Shenzhou VIII aterrissou nesta quinta-feira no norte da China após uma missão de 16 dias junto com o módulo Tiangong I que marcou o primeiro acoplamento de veículos espaciais na história do programa tecnológico chinês.

O módulo de reentrada da nave entrou na atmosfera terrestre por volta das 9h (horário de Brasília), enviou um paraquedas e aterrissou pouco depois em Siziwang, na região autônoma da Mongólia Interior, onde integrantes do programa espacial chinês o recuperaram, segundo imagens transmitidas ao vivo pela emissora estatal CFTV.

A oitava nave Shenzhou (“nave divina”) foi lançada em 1º de novembro, e no dia 3 realizou o primeiro acoplamento espacial chinês junto ao módulo Tiangong (“palácio celestial”), uma operação repetida no dia 14. Os Estados Unidos foram o primeiro país a unir duas naves espaciais em órbita, com o acoplamento da Gemini VIII com o módulo Agena em 1966, seguidos pela União Soviética em 1969, com a união das Soyuz 4 e 5.

Com esse avanço, a China, terceiro país a levar um astronauta ao espaço (em 2003), quer demonstrar que está equipada tecnologicamente para trabalhar em bases permanentes em órbita, frente às reservas de países como os EUA, para poder participar da Estação Espacial Internacional (ISS).

Em 2012, a nona e a décima naves da série Shenzhou também serão acopladas ao módulo, e pelo menos uma delas terá tripulante. A China planeja instalar seu primeiro laboratório no espaço em 2016, e dispor de uma base espacial permanente no fim da década.

Fonte: Portal Terra

____________________________________________________________________________________________

Postado em 15 de novembro de 2011 ás 12:23h

Shenzhou 8

A nave espacial Shenzhou 8 completou na noite de segunda-feira com sucesso
seu segundo acoplamento com o módulo Tiangong 1, outro passo importante para os
planos da China em estabelecer uma base permanente no espaço, informou a agência
oficial Xinhua. A nave e o módulo, que haviam orbitado juntos ao redor da
Terra durante 12 dias, se separaram para se unir novamente em uma operação que
durou meia hora e voltou a ser realizada sem problemas técnicos, informou o
centro de controle espacial de Pequim. Em seguida, os dois aparatos voarão
juntos dois dias, e depois, a oitava nave Shenzhou voltará à Terra, no próximo
dia 17 de novembro.

Com este programa, a China, o terceiro país que levou um astronauta ao
espaço, quer demonstrar que está equipada tecnologicamente para trabalhar em
bases permanentes no espaço e participar da Estação Espacial Internacional (ISS,
na sigla em inglês).

Em 2012, a nona e a décima naves da série Shenzhou também se acoplarão ao
módulo e pelo menos uma delas estará tripulada, seguramente, pela primeira
mulher astronauta do país asiático.

A China planeja instalar seu primeiro laboratório no espaço por volta de 2016
e dispor de uma base espacial permanente no final desta década.

Fonte: Portal Terra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s