Marte: quais os próximos passos de exploração?

Publicado: 29 de novembro de 2011 por sundeksp em Reportagens
Tags:, , ,

NASA lançou sua mais nova e completa nave sábado passado (26) para Marte,  marcando um passo importante para seu ambicioso objetivo de enviar seres humanos  para o planeta um dia.

A nave Curiosity decolou da Flórida e, depois de uma jornada de 8 meses e  meio, vai chegar ao planeta vermelho em agosto de 2012. Uma vez em Marte,  Curiosity vai investigar se o planeta é ou já foi habitável.

A nave está equipada com 10 instrumentos diferentes que lhe permitem escavar,  perfurar, e disparar um laser em rochas para examinar a composição química do  solo e da poeira marcianos.

A missão vai ajudar os cientistas a entender o ambiente e a atmosfera de  Marte, o que será essencial para o planejamento de uma missão tripulada ao  planeta. “O objetivo é enviar seres humanos a Marte e trazê-los de volta com  segurança e, para isso, nós realmente precisamos saber sobre as propriedades da  superfície”, disse Doug Ming, coinvestigador da missão.

Essas análises vão ajudar a resolver duas questões-chave para uma futura  missão tripulada: como as tempestades de poeira de Marte podem afetar os  veículos e equipamentos, e quais são os possíveis efeitos tóxicos da poeira de  Marte.

A NASA planeja enviar humanos a Marte em meados da década de 2030. Mas antes  disso, muitas questões importantes sobre o planeta terão de ser respondidas. “Outra investigação fundamental é determinar se existem recursos em Marte que  podemos usar para missões humanas”, disse Ming.

Dados da missão devem pintar uma imagem mais clara do ambiente de Marte,  incluindo se oxigênio e água podem ser extraídos da água congelada subterrânea,  ou até mesmo da própria atmosfera.

Uma missão tripulada a Marte também vai ser uma tarefa longa, que exige que  os planejadores investiguem o cultivo de alimentos no planeta para a tripulação.  Ao examinar as propriedades da superfície de Marte, Curosity irá explorar essa  possibilidade.

A nave está também equipada com um instrumento que medirá a quantidade de  radiação na superfície marciana, o que poderia ser um obstáculo para uma futura  missão humana.

“Estudos anteriores sobre o efeito da radiação espacial e a ligação com o  câncer sugerem que nossa tolerância para voos espaciais de longa duração é quase  tão longa quanto é preciso para chegar a Marte”, disse John Charles, um  cientista da NASA.

Isso deixaria os astronautas em risco dependendo da duração da sua estadia no  Planeta Vermelho, além da viagem de volta a Terra. Cientistas da NASA  continuarão a estudar a radiação espacial, bem como outras preocupações de saúde  em voos espaciais longos.

Os pesquisadores também estão realizando estudos de tecnologia de propulsão,  na esperança de desenvolver uma forma mais eficiente de viajar de e para Marte,  o que irá reduzir a quantidade de tempo no espaço.

Mas, antes que os humanos coloquem o pé em Marte, a NASA e a Agência Espacial  Europeia devem completar uma série de missões robóticas para pegar amostras do  Planeta Vermelho, como um esforço conjunto para analisar o solo de Marte e obter  uma maior compreensão das condições do planeta.

Em um clima cada vez mais difícil quanto ao orçamento, os detalhes desse  esforço conjunto ainda estão sendo trabalhados. Atualmente, a NASA pretende  lançar essa série de missões robóticas, anteriores às tripuladas, entre 2016 e  2018.

Fonte: Publicado por Space e traduzido por Mistérios da Humanidade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s