Matéria Especial: O que você sabe sobre NIBIRU? Em que acreditar?

Publicado: 4 de junho de 2012 por sundeksp em Conspirações, Matérias Aliens na Terra
Tags:, , ,

 

Por SundekSP em 10 de novembro de 2011 às 23:23h para Aliens na Terra

Em 2011 temos um grande aumento de imagens (fotos e vídeos) do evento G1.9STV, conhecido popularmente por PLANETA NIBIRU (nome dado ao planeta pelos Sumérios). Mas você sabe quais as teorias, as lendas e as realidades (versões oficiais) sobre esse misterioso “planeta”? Pesquisamos em diversos meios de comunicação, entrevistamos cientistas e especialistas em astronomia, tudo para tentar escrever uma reportagem que esclareça todas as dúvidas a respeito desse evento. Abra sua mente e uma boa leitura para você!

De onde vem essa história de um 10° Planeta (NIBIRU)?

Há seis mil anos atrás, os Sumérios conheceram um planeta chamado Nibiru. Era o planeta de origem de um povo descrito pelos antigos como “raça de deuses”. Os
nativos de Nibiru visitaram a Terra no passado influenciando decisivamente a
cultura humana. Artefatos e tabuletas cuneiformes de argila e pedra encontradas
no Iraque referem-se claramente a um planeta de onde vieram viajantes cósmicos.

A herança deste remotos alienígenas aparece na avançada tecnologia dos sumérios
e de outros povos ao redor do mundo. Muitas relíquias não são acessíveis ao
público que, assim, desconhece essa face da mitologia mesopotâmica. No caso dos
sumérios, sua cultura é a mais antiga do Ocidente. Entretanto, seu sistema
matemático e o calendário permanecem atuais.

Aos poucos, a pesquisa sobre Nibiru começa a aparecer, ainda que o planeta seja
chamado por outros nomes, como < i>, 12º planeta ou “planeta da cruz” (Planet of the crossing). Os sumérios tinham doze corpos celestes em seu zodíaco, contando o sol e a lua e mais DEZ Planetas que, afirmavam, pertencem ao nosso sistema solar.

Os sumérios descreviam nosso sistema solar como um conjunto de 12 corpos celestes significativos. Na linguagem zodiacal, estes astros são todos chamados”planetas”, embora, entre eles, os antigos incluíssem a Lua e o Sol. Isso significa que os mesopotâmicos, não somente possuíam um inexplicável conhecimento astronômico; eles também afirmavam a existência de planetas que somente a ciência contemporânea pôde reconhecer, como o longínquo Plutão, hoje destituído de seu status planetário; os miteriosos Urano e Saturno e o até hoje desconhecido porém procurado 12º planeta, este que os sumérios denominavam Nibiru. Ora, se os sumérios, há 6 mil anos, estavam corretos em relação aos nove planetas reconhecidos hoje porque não poderiam estar, igualmente corretos, em relação a Nibiru?

Os Sumérios descrevem o Planeta X ou Nibiru, no ponto mais extremo de
sua trajetória, distante da Terra aproximadamente 30 milhões de anos-luz. Os viajantes de Nibiru que chegaram à Terra são chamados Anunnaki e foram considerados deuses. A tradição conta que os Anunnaki possuíam “servos” que eram
“seres andróides”. Não eram seres vivos mas agiam como se fossem. (Para ler a matéria sobre Anunnaki e demais espécies de extraterrestres, clique aqui!)

O grande planeta Nibiru foi capturado pela força gravitacional do sistema solar
e sua entrada no conjunto causou anomalias nas luas dos outros planetas. Nibiru
colidiu com Tiamat e enormes fragmentos entraram na órbita da Terra. Um desses
fragmentos veio a ser a Lua.

O interesse de antigos e contemporâneos por Nibiru decorre de uma questão muito
prática. Os relatos arqueológicos são claros: a passagem deste planeta a cada 3
mil e 600 anos nas proximidades da Terra produz efeitos sensíveis na realidade
ambiental; catástrofes são desencadeadas. A passagem de Nibiru é, possivelmente,
a causa da mudança nos pólos da Terra, dos regimes da marés, dos padrões
climáticos, dos desvios da órbita e choque com asteróides que são arrastados
pelo “intruso”. Nibiru pode ter provocado, por exemplo, a extinção da
vida em Marte, o fim da época dos dinossauros, a inundação de Noé, afundado Atlântida, etc etc.

A prova definitiva da veracidade da tradição suméria seria o reconhecimento científico de um décimo planeta (ou 12º astro) no sistema solar, ou seja, a “descoberta” de Nibiru com tamanho, órbita e outras características descritas nos registros da Mesopotâmia.

É possível ainda existir um planeta não descoberto no nosso Sistema Solar?

Se você pensar que em 2003 descobrimos o 2003 UB313 e que Plutão só foi descoberto em 1930 e Caronte, sua lua, em 1978, a resposta é sim. A análise de Plutão mostra que determinadas peculiaridades da órbita deste planeta e também das órbitas de Urano e Netuno somente podem ser explicadas pela existência de um planeta desconhecido que deve ser bem maior que Plutão e maior até que a Terra.

Entre 1983 e 1984, o IRAS – Infrared Astronomical Satellite produziu observações relacionadas a um décimo planeta. Em 1992 novas descobertas foram publicadas sobre um planeta a mais no sistema, denominado “intruder -“planeta intruso”. Os cientistas começaram, então, a confrontar os dados da astronomia com as traduções de Zecharia Sitchin, em especial, a tradução do documento Enuma Elish, que contém a história da formação deste sistema solar. São anais muito antigos que falam de um planeta do tamanho de Urano chamado Tiamat, cuja órbita passa entre Marte e Júpiter.

Hoje os cientistas estão procurando este planeta misterioso nos confins do espaço. A NASA se empenha nessa pesquisa e os especialistas investigam, talvez porque já tenham certeza de que o “Planeta X” existe. Observado há milhares de anos passados, Nibiru não é visto nos céus contemporâneos. Isso acontece porque a órbita do 10º planeta (12º astro dos sumérios) é uma elíptica extremamente alongada. Durante milênios, o globo se mantém longe do sol e da vista dos terráqueos, muito além da órbita de Plutão.

Para Carlos Henrique Veiga, astrônomo do Observatório Nacional, é possível que
existam planetas ainda desconhecidos no Sistema Solar. Poderiam ter, inclusive,
algumas das características atribuídas a Nibiru, como um período muito longo e
órbita extremamente elíptica.

Algum especialista no assunto já se manifestou a respeito?

Capa da revista UFO 148 de 12/2008

O professor universitário Salvatore De Salvo, cientista do International Bigraphic Centre, de Cambridge premiado internacionalmente e autor de obras consagradas deu uma entrevista a Revista UFO N° 148 de 12/2008 alertando sobre o perigo da chegada de NIBIRUS. Veja as principais partes dessa entrevista:

“Buscas confirmam o intruso (…) o corpo foi confirmado em abril de 2006, pelo telescópio SPT [South Pole Telescope], localizado na estação polar Amundsen Scott, na Antártida. Este telescópio iniciou suas operações justamente naquele ano e é considerado um instrumento perfeito, no lugar perfeito e funciona no momento perfeito para observar o Planeta X”.

“Hoje, sabemos que o corpo será visível com o uso de telescópios amadores, no Hemisfério Sul, a partir de maio de 2009. A olho nu, será inteiramente visível como um objeto vermelho brilhante, também em meados de 2009. Estudiosos garantem que, em 2012, Nibiru aparecerá como uma espécie de “segundo Sol” no céu”.

“Este campo morfogenético, no qual ressoa a humanidade, circunda o planeta no espaço entre a superfício e a ionosfera, com o que chamamos de Ressonância Schumann, e está começando a catalisar uma mudança para um novo patamar de existência. … A partir de 1990, tal ressonância começou a aumentar, chegando hoje a cerca de 15 Hz. … Basta abrir um jornal para termos uma idéia de quão terrível está se tornando nossa sociedade, cada dia mais louca e bestial. Há uma explicação para isto, e ela está no aumento da freqüência da Ressonância Schumann”.

“Perigo Iminente, a humanidade vai agonizar num futuro bem próximo. Uma catástrofe de grandes proporções nos espera em 2012.”

O que pensam as mídias convencionais e os orgãos oficiais?

Os orgão oficiais negam qualquer tipo de conhecimento sobre esse possível 10 °planeta. A NASA, principal orgão espacial mundial, diz que se existisse NIBIRU, todos já saberíamos a respeito e que seria impossível esconder uma planeta dessas proporções tão próximos de nossa órbita. Resumindo, para a NASA, pelo menos oficialmente, esse planeta não existe!

A Rede Globo de televisão, maior emissora do país e uma das com maiores poderes de manipulação no mundo, fez uma reportagem via o programa Fantástico em 01 de março de 2009 no quadro Detetive Virtual. Acompanhe o quadro na integra:

Fonte: Youtube

ATUALIZADO EM 04 DE JUNHO DE 2012

Compartilho aqui com voces link de matéria interessante do Portal Terra a respeito do Planeta X ou Nibiru postada em 02 de junho de 2012. Vale a leitura.

Para ler a matéria no Portal Terra, clique aqui!

Existe algum material (fotos ou vídeos) que comprove a existência de NIBIRUS?

Nos ultimos anos tem aparecido na internet muitas gravações e fotos do possível planeta. Todas feitas por pessoas comuns, ou seja, amadores. Selecionamos algumas delas e postamos abaixo:

Ilhas Cíes (Poente): (Vigo)22-Outubro 2011. (Entardecer)

Ilhas Cíes (Poente): (Vigo)22-Outubro 2011. (Entardecer)

Ilhas Cíes (Vigo) Idem em abril de 2010.

La Manga del Mar Menor: (Levante) Pedruchillo. 25/10/2011 às 19.35

La Manga del Mar Menor (Pedruchillo) às 19:40.

Nas imagens é possível observar um evento, e adicionalmente uma radiação, pulso circular de cor violeta (O pulso “G”.) As fotos foram tiradas por amadores que desconhecem totalmente a lógica das sequências intermediárias dos pulsos “G”. O evento unicamente pode ser fotografado em condições objetivas. =.5 minutos antes do poente do sol. 1.5 minutos antes da queda do sol nas latitudes setentrionais. Em outras latitudes , cabe a possibilidade de uma captura durante os 1:40″ (segundos) anteriores à anterior oclusão do sol. dito em terminações populares. O evento pode ser fotografado somente quando se realiza com antecipação de 45 minutos antes ao poente do sol, sempre que esteja sem nuvens e de eventos químicos análogos às nuvens (“Chem-Trails”).

Muitos dizem que o que aparece na foto é Vênus, mas não é. Vejam abaixo:

Imagem do pôr do Sol na perspectiva da Europa, segundo o Stellarium:

Vênus está tão longe do Sol, que não aparece nem nas imagem do Soho C3:

Órbita dos planetas de acordo com o jpl da Nasa:

Mais algumas fotos recentes:

Tirada em 9 de novembro de 2011, em La Palma (Canárias)

Tirada em 9 de novembro de 2011, em La Palma (Canárias)

Estas imagens foram tiradas de uma webcam, localizado em uma base na Antártica Australiana entre 31 de outubro e 02 de novembro de 2011:

Vídeo gravado em Porto Rico em 22 de outubro de 2011 entre 05:58h e 06:01h:

Vídeo gravado em Porto Rico em 07 de novembro de 2011 entre 06:36h e 06:43h:

Vídeo gravado da Shenzhou-8 no espaço em 01 novembro de 2011. Observem o estranho ser azul na imagem:

Vídeo gravado no Arizona, EUA em 09 de novembro de 2011:

E os que não acreditam o que dizem?

Encontramos um blog com teorias interessantes que tentam mostrar que o NIBIRU não passa de uma lenda.

Cópia fiel do post realizado no blog Nebulosabar.

Link do post: http://nebulosabar.com/blog/nibiru-nao-existe/

Por que Nibiru provavelmente não existe

by Cafetron on December 2, 2008 at 19:05

1. Intro­du­ção

Tal­vez você ainda não saiba, mas esta­mos à beira do fim do mundo. Uma catás­trofe ini­ma­gi­ná­vel e de pro­por­ções cós­mi­cas acon­te­cerá em 2012, assim como, dizem alguns, pre­via o calen­dá­rio maia de longa dura­ção — um pla­neta de órbita alta­mente elíp­tica e com período de 3600 anos atra­ves­sará o sis­tema solar e cau­sará danos indes­cri­tí­veis à Terra. Os sumé­rios o cha­ma­vam de Nibiru; os babilô­nios, de Mar­duk; os gnós­ti­cos, de Her­có­lu­bus; e final­mente, os cien­tis­tas o cha­mam de Pla­neta X⁽¹⁾.

planet em Por que Nibiru provavelmente não existe
Con­cep­ção artís­tica de Nibiru. Alguns acre­di­tam que este é o inferno citado em tan­tas reli­giões, e que as almas ruins seriam apri­si­o­na­das aí.

Mas fique atento! A NASA e os gover­nos de todos os paí­ses sabem deste fato, mas escon­dem tudo da popu­la­ção. Gra­ças aos ine­fá­veis esfor­ços de mem­bros do Orkut⁽²⁾, que estão acima do sis­tema, hoje pode­mos nos pre­ca­ver con­tra este astro dia­bó­lico que foi res­pon­sá­vel pelo dilú­vio na Bíblia e o sumisso do con­ti­nente de Atlân­tida. Curi­o­sa­mente, esta teo­ria não per­cor­ria os tor­tu­o­sos cor­re­do­res da ima­gi­na­ção antes de 1982. Por quê?

2. Obje­tivo

Atra­vés de uma seringa bem com­prida de bom senso, dese­ja­mos reti­rar todos os indi­ví­duos, adep­tos fun­da­men­ta­lis­tas ou não, deste delí­rio cole­tivo que vem des­vi­ando aten­ção e recur­sos de boa parte da popu­la­ção, e que, inclu­sive, tem papel influ­en­ci­a­dor nos pla­nos futu­ros de mui­tas famí­lias ao redor do mundo; Ex.: uma dona-de-casa de 47 anos (vi isso em um jor­nal do almoço) que fugiu de Bra­sí­lia com a famí­lia e se refu­giou em uma comu­ni­dade alter­na­tiva, onde foi cons­truída uma casa­mata sub­ter­râ­nea a prova de pla­ne­tas, feita com barro e cimen­tos naturais.

3. Mate­ri­ais e métodos

  • Acesso à Internet;
  • Nave­ga­dor HTML;
  • Conta no Orkut;
  • Bom senso;
  • Saga­ci­dade (em pó ou ampo­las de 20ml).

Uti­li­za­mos a Inter­net para anga­riar infor­ma­ções falhas e des­co­ne­xas rela­ci­o­na­das ao tema, care­cendo de refe­rên­cias con­fiá­veis, para enten­der o que se passa na mente dos cren­tes em Nibiru. Para rea­li­zar esta tarefa, foi neces­sá­rio ape­nas entrar no Goo­gle e bus­car pelos ter­mos “nibiru”, “pla­neta x” ou “her­có­lu­bus”. Os resul­ta­dos obti­dos pude­ram ser enri­que­ci­dos com dados obti­dos atra­vés de comu­ni­da­des no Orkut e de uma busca no ser­vi­dor com as mes­mas palavras-chave. Feito isso, copi­a­mos e cola­mos algu­mas das deli­be­ra­ções sobre o pla­neta des­co­nhe­cido, ao acaso, e comen­ta­mos cada uma delas de acordo com conhe­ci­mento comum e fon­tes científicas.
4. Resul­ta­dos e discussão
Algo blo­que­ado no Goo­gle Sky: para quem não sabe, o Goo­gle Sky é uma exten­são do Goo­gle Earth. Vejam isso: 5h 53m 27s –6 10′ 58 Um retân­gulo preto onde deve­riam estar estre­las… ou tal­vez até o famoso (suposto) pla­neta Nibiru.

A abó­boda celeste ren­de­ri­zada no Goo­gle Sky é com­posta por fotos tira­das por dife­ren­tes equi­pa­men­tos, tanto em terra quanto no espaço, e que com­põem os ban­cos de dados astronô­mi­cos com­par­ti­lha­dos por diver­sas ins­ti­tui­ções de ensino e pro­gra­mas para com­pu­ta­do­res pes­so­ais. Por­tanto, não have­ria moti­vos para cen­su­rar Nibiru somente pelo Goo­gle Sky; se ele é visí­vel por este pro­grama, tam­bém seria visí­vel em outro.

Todos sen­tem como o tempo anda mais rápido ulti­ma­mente. Parece que o dia passa em ques­tao de algu­mas horas. Na ver­dade, o dia esta mais curto. Ele hoje pos­sui 8 horas a menos que a alguns secu­los e isso ocorre devido ao mag­ne­tismo de Her­co­lu­bus que esta mais pro­ximo da Terra. Quando 2012 che­gar e Her­co­lu­bus esti­ver na dis­tan­cia mais curta pos­si­vel, os pólos mag­ne­ti­cos do pla­neta se inver­te­rao cau­sando gran­des catastrofes

O tempo parece pas­sar mais depressa em rela­ção há déca­das pas­sa­das por­que hoje temos mais ocu­pa­ções e opções de entre­te­ni­mento. Per­gunte a alguém que mora no meio do mato, sem tele­vi­são, com­pu­ta­dor ou emprego assa­la­ri­ado, se o tempo passa depressa para ele. Além disso, esta­mos no mesmo refe­ren­cial iner­cial de isó­to­pos radi­o­a­ti­vos que decaem nos mes­mos inter­va­los de anos pas­sa­dos, aqui ou em qual­quer outro lugar do Uni­verso que esteja para em rela­ção a nós; eis uma prova de que o tempo não tem pas­sado mais depressa para o ser humano.

A pro­pó­sito, os pólos mag­né­ti­cos da Terra exis­tem devido ao inces­sante movi­mento de ele­men­tos fer­ro­sos em forma líquida no núcleo quente do pla­neta e não depen­dem de cor­pos celes­tes exter­nos. Não con­fun­dir atra­ção gra­vi­ta­ci­o­nal com atra­ção magnética.

Apa­ren­te­mente, os cré­du­los fer­re­nhos de Nibiru per­dem, além da razão, a noção de gran­de­zas. Como tal astro está tão pró­ximo para influ­en­ciar a Terra com seu campo, mas não pode ainda ser obser­vá­vel pelos telescópios?

A Nasa sabe da exis­ten­cia desse pla­neta desde 1982, quando o astro­nomo R. Her­ring­ton o des­co­briu em 83 e mor­reu mis­te­ri­o­sa­mente por ter reve­lado o segredo. Mas os pro­fe­tas maias pre­viam que isso acon­te­ce­ria. Mas em mea­dos de Março de 2009 ele estará pró­ximo o sufi­ci­ente para ser visto a olho nu como uma imensa esfera ver­me­lha e então o véu de men­tira cairá e os céti­cos fica­ram de boca aberta.

Robert Sut­ton Har­ring­ton foi astrô­nomo da NASA e tra­ba­lhou no obser­va­tó­rio naci­o­nal ame­ri­cano até fale­cer em 1983 de cân­cer — causa de morte muito bem conhe­cida, cata­lo­gada e com­pro­va­da­mente inde­pen­dente da influên­cia de pla­ne­tas invi­sí­veis. Har­ring­ton acre­di­tava na exis­tên­cia de um pla­neta ainda não conhe­cido que seria res­pon­sá­vel pela irre­gu­la­ri­dade da órbita de Urano. O pla­neta foi bati­zado, como era de se espe­rar, de Pla­neta X, nome dado pelos astrô­no­mos a qual­quer pla­neta hipo­té­tico que ainda não foi des­co­berto. Ape­sar de ter pro­mo­vido uma busca árdua pelo astro, Har­ring­ton não con­se­guiu nenhum resul­tado pal­pá­vel. Alguns anos depois, Zecha­ria Sit­chin, autor de um livro mís­tico sobre teo­rias apo­ca­líp­ti­cas, men­ci­o­nou as pes­qui­sas de Har­ring­ton como prova incon­tes­tá­vel do fim do mundo atra­vés de um pla­neta des­co­nhe­cido que cru­za­ria nosso sis­tema solar e seria visí­vel em 2009. Um astro gigante que poderá ser obser­vado a olho nu em março de 2009 com toda cer­teza seria obser­vá­vel com teles­có­pios ama­do­res hoje.

Gente nibiru existe, os cien­tis­tas con­fir­ma­ram só que cha­ma­ram ele de Eris. Podem ver que as carc­te­rís­ti­cas dos dois são iguai­zi­nhas! Ele pas­sará perto da Terra em 2012 como previsto.

Eris é um pla­neta anão que foi iden­ti­fi­cado em 2005 no Obser­va­tó­rio Palo­mar na Cali­fór­nia. Sua trans­la­ção ao redor do Sol dura 557 anos e seu perié­lio é de 37,7 AU (para você se situar, a dis­tân­cia entre o Sol e a Terra é de ~1 AU). Por­tanto, o mais pró­ximo que ele pas­sará da Terra será a uma dis­tân­cia daqui até Plu­tão. Espero que ele não des­trua nosso mundo como acon­te­ceu em 1455.

A nasa esconde esse tipo de infor­ma­cão de todo mundo, eh um abs­rudo!!! Pq eles estão gas­tando tanto dinhe­rio con­truindo obser­va­to­ri­sos no polo sul?? HA?? Eh lógico q eh pra obser­var nibiru dãaaa seu idiota!! con­ti­nua assim acre­di­tando em tudo que te dizem!!!! quero ver quando esse pla­neta inver­ter os pólos em 2012 vc vai ver

Exis­tem milha­res de astrô­no­mos, pro­fis­si­o­nais e ama­do­res, que não têm “link” com a NASA e que quando des­co­brem algo, não con­se­guem escon­der nem dos pró­prios filhos. Na ver­dade, essa é a magia da ciên­cia: ela não existe se não hou­ver uma intensa comu­ni­ca­ção entre os pes­qui­sa­do­res para cru­zar dados e expec­ta­ti­vas, caso con­trá­rio, é um fato iso­lado e sem valor algum. As auto­ri­da­des nunca dariam pres­tí­gio a uma hipó­tese que é defen­dida por ape­nas uma fonte.

Além do mais, o pólo sul é um ótimo local para obser­va­ções astronô­mi­cas, já que as noi­tes têm quase 6 meses con­tí­nuos de dura­ção e a região é livre das ilu­mi­na­ções arti­fi­ci­ais das cida­des. Eu, se tivesse tanto dinheiro quanto a NASA, com cer­teza mon­ta­ria meu obser­va­tó­rio lá.

Se eh isso real­mente o que você disse então por que não existe nenhum obser­va­to­rio no pólo norte? La tb as noi­tes sao tão lon­gas qnt no pólo sul…

Por­que até a semana pas­sada, quando con­feri o mapa mundi, o “pólo norte” era uma pelota de gelo boi­ando em meio ao Oce­ano Ártico — uma pelota sujeita a racha­du­ras, des­con­ge­la­men­tos e tam­bém pro­te­gida por um entre­cor­tado labi­rinto de ice­bergs — ao con­trá­rio do “pólo sul”, que é um con­ti­nente coberto de gelo mas muito bem fixo. Além do mais, no pólo norte não exis­tem pingüins. Astrô­no­mos (nerds) gos­tam de pingüins.

Ele cau­sou o afun­da­mento da Atlân­tida e o Dilú­vio de Noé. Ele é o vín­culo físico (ou “balsa”) entre nosso sis­tema solar e o sis­tema da Estrela Escura (Estrela anã marrom).

Esqueci dessa teo­ria. Um breve insight: dizem que os Anun­naki, deu­ses da mito­lo­gia sumé­ria, habi­tam o sis­tema solar de uma estrela anã mar­rom e que usam Nibiru, um dos pla­ne­tas do sis­tema, como meio de trans­porte para che­gar até a Terra, pois a órbita de Nibiru é grande o sufi­ci­ente para nos alcançar.

Agora nos depa­ra­mos com uma incon­sis­tên­cia astronô­mica. Sabe-se que a estrela mais pró­xima do Sol é Pro­xima Cen­tauri, ter­ceira estrela do sis­tema de Alfa-Centauro. Ela se encon­tra a 4,2 anos-luz de dis­tân­cia. Supondo que, na melhor das hipó­te­ses, o Sol se encon­tre numa extre­mi­dade da órbita e a anã mar­rom na outra extre­mi­dade, Nibiru então deve­ria per­cor­rer 4,2 anos-luz em 3600/2 = 1800 anos. Isso equi­vale a uma velo­ci­dade de trans­la­ção de 700 km/s. Mer­cú­rio, por exem­plo, o pla­neta mais rápido de nosso sis­tema solar, órbita a uma velo­ci­dade impres­si­o­nante de 60 km/s. Tama­nha ener­gia ciné­tica des­pren­de­ria o pla­neta da órbita de qual­quer estrela, ainda mais uma anã mar­rom com pouca massa. Além do mais, sob essa velo­ci­dade, o espe­tá­culo de Nibiru nos céus não dura­ria alguns pou­cos dias.

Os cien­tis­tas são tão céti­cos que igno­ram a pró­pria rea­li­dade… olhe essa foto e me diga o que é se não é o Pla­neta X que vocês dizem tanto nã exis­tir… chega a ser uma piada… essa foto foi tirada pelos saté­li­tes da Nasa… e agora? vai falar que é fake?

nibirupossibleth9 em Por que Nibiru provavelmente não existe

Per­ceba que na ima­gem da direita há apro­xi­ma­da­mente 9 estre­las à frente do corpo celeste colo­rido, que supõe-se ser Nibiru. A 9ª estrela mais pró­xima de nós se encon­tra a 8,6 anos-luz. Este fato, por­tanto, sugere que o objeto foto­gra­fado está imen­sa­mente dis­tante e pos­sui dimen­sões gigan­tes­cas. Tal­vez esta foto seja, por­tanto, a ima­gem de uma nebu­losa, mas nunca um planeta.

Update 20/12/2008 @ 10:32

Nossa dili­gente lei­tora Ci nos aler­tou que esta ima­gem é a estrela V838 Mono­ce­ro­tis, que dista 23 mil anos-luz de nós e há pou­cos anos expe­liu uma nuvem de poeira cós­mica de grande mag­ni­tude. Acredita-se que esta nuvem tenha sido gerado pela morte da estrela ou pela fusão de um sis­tema binário.

2003 06 scoops em Por que Nibiru provavelmente não existe

Não é neces­sá­rio se pre­o­cu­par. A menos que a estrela tome ímpeto de mudar sua dire­ção e siga reti­li­ne­a­mente até nós como um touro bufante na velo­ci­dade da luz, você não estará vivo até o ano 25.008 mesmo.

A res­posta está na porta de “che­ops”, na grande pirâmide.

Ok.

os maias são mais evo­lui­dos em maté­ria de conhe­ci­mento e cal­cu­los devido a mate­mica com nume­ros altos. (os pri­mei­ros a uti­li­za­rem o numero 0)

Os mate­má­ti­cos hin­dus haviam desen­vol­vido o número zero bem antes dos maias. De uma forma ou de outra, ao que pro­va­vel­mente este argu­mento se refere é a base numé­rica com que os mate­má­ti­cos maias tra­ba­lha­vam. Eles, por exem­plo, uti­li­za­vam base 20, ao passo que nós, meros mor­tais, uti­li­za­mos base 10. Mas isto de maneira nenhuma reflete o grau de evo­lu­ção de uma civi­li­za­ção, ou os nerds pro­gra­ma­do­res que tra­ba­lham com núme­ros hexa­de­ci­mais (base 16) atu­al­mente seriam os líde­res desse planeta.

Vcs já nota­ram que todo dia agora tem ter­re­moto no mundo? Isso não acon­te­ce­ria sozi­nho, com cer­teza é alguma influ­en­cia do pla­neta ver­me­lho que se aproxima.

Pode pare­cer contra-intuitivo, mas ter­re­mo­tos ocor­rem o tempo todo ao redor do pla­neta⁽³⁾. Estra­nho seria se as pla­cas tectô­ni­cas esti­ves­sem com­ple­ta­mente estáticas.

Meu jovem as infor­ma­ções sobre o Pla­neta X são mui­toi bem deta­lha­das para terem sido inven­ta­das, abra os olhos

A série de livro “Senhor dos Anéis” foi escrita por J. R. R. Tol­kien há mui­tos anos. Ele sozi­nho ela­bo­rou uma his­tó­ria e trama sabo­ro­sa­mente bem teci­das, mapas deta­lha­dos com a geo­gra­fia do mundo fic­tí­cio da Terra-Média e tam­bém criou idi­o­mas pró­prios, abar­cando fol­clo­res, manias e cul­tu­ras de cada raça habi­tante do lugar. Se Tol­kien fosse sar­cás­tico o sufi­ci­ente para dizer que ele era um médium, e que suas his­tó­rias são na ver­dade o depoi­mento de um espí­rito que viveu em Atlân­tida, tenho cer­teza que muita gente engo­li­ria a lorota cega­mente e até cri­a­riam uma reli­gião e uma página na Inter­net, com direito a ofe­ren­das aos deu­ses élfi­cos e sacri­fí­cio de vir­gens a Sau­ron. Deta­lhes não que­rem dizer abso­lu­ta­mente nada, tratando-se de evi­dên­cias inegáveis.

Este pla­neta ja pas­sou por aqui há 3600 anos e foi res­pon­sa­vel por afun­dar o con­ti­nente de Atlântida.

Se isto fosse ver­dade, em 1588 aC teria ocor­rido a última pas­sa­gem do pla­neta por nosso sis­tema solar. Con­tudo, nada de grande sig­ni­fi­cân­cia his­tó­rica ocor­reu, senão a morte do Rei Erishum III da Assí­ria⁽⁴⁾. Pobre coitado.

Ainda den­tro deste argu­mento, se Atlân­tida real­mente exis­tiu, um con­ti­nente que há 10.000−100.000 se loca­li­zava entre a Europa e a Amé­rica, por que mapas da topo­lo­gia oceâ­nica indi­cam que não pode­ria ter havido um con­ti­nente ali em tão curto espaço de tempo?

Seria tolice dizer que uma coisa não é ver­dade só pq nunca foi vista. Na idade media diziam que o sol girava em torno da terra, todos tinham cer­teza, e essa teo­ria foi des­ban­cada algum tempo depois

Na Idade Média, esta cor­rente ide­o­ló­gica era man­tida pela Igreja Cató­lica que poliu as idéias de Aris­tó­te­les sobre “o Grande Motor que não se movia” para deixá-la com um lus­tre cris­tão e ade­quado para os mol­des da soci­e­dade. A grosso modo, a Igreja tinha os mes­mos obje­ti­vos mate­ri­a­lis­tas que os escri­to­res pseu­do­ci­en­tí­fi­cos de hoje, que é arre­ca­dar dinheiro pela fé cega das pes­soas e uma legião de fiéis. Naquela época, no entanto, os cien­tis­tas não exis­tiam pois era proi­bido pen­sar. Hoje, o cená­rio é dife­rente, mas muita gente abdica do direito de tal.

nibilivro em Por que Nibiru provavelmente não existe
Livro: “Pre­vi­sões do Pla­neta X e Manual de Sobre­vi­vên­cia a 2012″. Eles só que­rem o seu dinheiro.

Há muito mito ao redor da Ciên­cia hoje. Para mui­tos, é como se a Ciên­cia fosse uma reli­gião fun­da­men­ta­lista onde todas as idéias novas são pron­ta­mente rejei­ta­das e ridi­cu­la­ri­za­das, para num futuro pró­ximo serem acei­tas poe­ti­ca­mente. Não fun­ci­ona assim. Os cien­tis­tas sabem que podem estar erra­dos e ter idéias ori­gi­nais é com­ple­ta­mente enco­ra­jado, desde que essa idéia seja bem emba­sada. Porém, quando uma teo­ria espe­ta­cu­lar surge, ela pre­cisa de pro­vas igual­mente espe­ta­cu­la­res para ser aceita. Para nada serve, por exem­plo, eu dizer que “a gra­vi­dade é na ver­dade uma equipe de gno­mos invi­sí­veis que puxam nos­sos pés para baixo quando pula­mos” se eu não for­ne­cer nenhuma prova con­creta a não ser meu pró­prio tes­te­mu­nho, ou tes­te­mu­nho de um amigo.

Com a Che­gada Nibiru Espero que a igreja cato­lica fique louca…que o papa morra de ver­go­nha por pre­gar tanta babozeira.Que a guerra torne inu­til. Que nossa mente fique em paz.Que nosso ego des­pen­que no lugar dele. E bque Micael nos proteja!

Eita.

Esti­mado irmão, o pior cego é aquele que não quer ver. Todos os dados sobre Nibiru tem fun­da­mento cien­tí­fico e são mate­ma­ti­ca­mente com­pro­va­dos. Antes não era pos­sí­vel obter expli­ca­ções razoá­veis para esses fenô­me­nos, mas atra­vés da Física Quân­tica agora tudo passa a fazer sen­tido. A enti­dade de Urano com a qual me comu­nico desde cri­ança me for­nece infor­ma­ções pre­ci­sas e qua­li­fi­ca­da­mente cien­tí­fi­cas, basta pes­qui­sar e com­pro­var. Nibiru é na ver­dade uma nave mãe que abriga diver­sas outras naves meno­res. Suas fun­ções são ele­var os níveis de pola­ri­dade mag­né­tica de nossa con­si­cên­cia para que pos­sa­mos entrar no plano de exis­tên­cia da ter­ceira dimen­são, onde nos­sos irmãos extra­ter­res­tres nos aguar­dam. “A men­tira tem perna curta”. Cada vez mais sites na Inter­net fei­tos por almas cora­jo­sas, expondo a ver­dade que por tanto tempo foi aba­fada. Os Illu­mi­nati, ali­a­dos à raça dos rep­ti­li­a­nos que vie­ram do espaço há milha­res de anos, fazem parte de nos­sos gover­nos e até hoje con­tro­lam nos­sas men­tes atra­vés de meios tec­no­ló­gi­cos avançadíssimos.

Nada a comen­tar, só ficou aqui esse comen­tá­rio para ilus­trar o tema.

5. Conclusão

Os argu­men­tos uti­li­za­dos pelos cri­a­do­res do boato de Nibiru não inves­tem muito esforço. O tra­ba­lho pesado fica ins­cons­ci­en­te­mente ao cargo das pes­soas vul­ne­rá­veis a qual­quer bes­teira que ouvem — e essas pes­soas acre­di­tam tão apai­xo­na­da­mente, que abrem mão das pró­prias evi­dên­cias con­cre­tas e da lógica para defen­der o boato. Mas por que fazem isso, se não ganham nada em troca? Por que, afi­nal, a pseu­do­ci­ên­cia faz tanto sucesso?

1) Pela sen­sa­ção de poder. Acre­dito que seja uma ten­dên­cia incons­ci­ente da pes­soa defen­der um mundo ima­gi­ná­rio onde ela seja auto­ri­dade do assunto. É muito mais con­vi­da­tivo eu lutar por um mundo onde eu seja auto­ri­dade sobre o tema do que em outro em que eu deve­ria estu­dar peno­sa­mente mui­tos anos de mate­má­tica, física e astro­no­mia para ter alguma noto­ri­e­dade, e onde já exis­tem tan­tas pes­soas no ramo. Além disso, me sinto mais con­for­tá­vel em uma rea­li­dade onde faço parte da “revo­lu­ção con­tra os Illu­mi­nati + Rep­te­li­a­nos ali­e­ní­ge­nas” do que em uma rea­li­dade em que sou um empa­co­ta­dor de supermercado.

2) Faci­li­dade. A ciên­cia, ape­sar de se dizer aberta a todos, exige mui­tos anos de estudo para que você tenha algum mérito ao defen­der uma teo­ria. Por outro lado, a pseu­do­ci­ên­cia não pede requi­sito nenhum, basta fazer a sua parte de enca­mi­nhar a men­sa­gem a 25 amigos.

3) A pseu­do­ci­ên­cia tra­ba­lha com o emo­ci­o­nal. Todo ser vivo deseja ser feliz. Freqüen­te­mente dei­xa­mos que a fan­ta­sia nos encante, pois ela mexe com nosso emo­ci­o­nal. A par­tir do momento em que somos pro­fun­da­mente toca­dos por uma pro­messa de reden­ção, de feli­ci­dade ou puni­ção aos nos­sos ini­mi­gos, é difí­cil man­ter a mente focada na rea­li­dade e dizer “Ei, seria bom se fosse assim, mas não é”.

Che­gando ao final de nosso ligeiro entre­te­ni­mento, aqui vai nossa con­clu­são: Se um pla­neta des­co­nhe­cido peram­bula por nosso sis­tema solar, com cer­teza não é Nibiru. O mundo irá aca­bar em 2012? Ao que tudo indica, difi­cil­mente. Se aca­bar, não será com um cho­que planetário.

Fonte de Pesquisa: Universo Paralelo , Portal Revista Galileu , Evoluindo Sempre , OVNIS Ultima Hora , Youtube , Revista UFO , NASA , Nebulosabar

Anúncios
comentários
  1. Geraldo Dias da Silva disse:

    SUGIRO QUE AS PESSOAS LEIAM O LIVRO ( HERCÓLUBUS OU PLANETA VERMELHO DE VM RABOLÚ, UMA OBRA INTERESSANTE E ÚTIL.

  2. Regis disse:

    A matéria mais completasobre Nibirus que já li, pelo menos até hoje. Parabéns aos administradores do blog.

  3. Peruca disse:

    Muito bom! Parabens

  4. Roberto Negreli disse:

    Já estamos em 26 de Abril de 2012, e as novidades sobre o Nibiru são fotografias de dois sóis por várias partes. O assunto mais forte são as explosões do sol. Ontem a região sul do Brasil teve problema com internet e telefonia. Há algo novo sobre Nibiru – foto de satélite vazada pelo Wikileaks, por ex. – ou sobre as três naves alienígenas que – em tese – se aproximam da Terra?

    • sundeksp disse:

      As noticias são as mesmas… ou seja, nada de novo! O que temos visto são fotos do por do sol onde um suposto planeta aparece ou videos dessa mesma imagem, mas nada oficial, sempre realizado por cinegrafistas ou fotografos amadores! Continuamos atentos!

  5. fabricio disse:

    interessante!
    só para quem ainda tem alguma duvida, o planeta x ou nibiru não é o mesmo que Hercólubus, o Hercólubus é tipo uma estrela anã marrom,onde pode haver outros planetas horbitando ao redor dela,e um desses planeta é o tão conhecido nibiru!
    esta lendo sobre isso em outros lugares, e parece ter logica mesmo!
    no que eu entendi, isso é um outro sistema solar, onde ele se cruza com o nosso sistema solar!

  6. Paulo disse:

    Temos de ser astutos para saber absorver o que interessa e o que não interessa, é uma relidade.

    Não deixo a hipotese de lado apesar de não me iludir com ela. Uma coisa tenho a certeza, o maior especialista neste tema é zecharia sitchin o qual o autor deste blog mostra grande desconhecimento sobre suas teorias , evidencias e hipoteses.

    • sundeksp disse:

      Desculpe, mas nesse artigo diversos paragrafos são extraídos de livros de Zecharia Sitchin, principalmente o 12 Planeta chamado de o Paí de Nibirus. O grande problema é que, como Allan kardec que teve seus conhecimentos transformados em religião, seus estudos acabaram sendo direcionados para algumas religiões como O Raelismo, a religião idolatradora de OVNIs fundada por Claude Vorilhon e a religião Nuwaubiana fundada por Dwight York. Outra é a Zetatalk, o culto na internet fundado pela auto-proclamada contatada Nancy Leider. A idéia do blog não é tomar partido em ideias religiosas, mas sim tentar sempre ver o lado cientifico do assunto. Abraços

  7. evandro disse:

    caramba cara agora caiu a fixa o calendário maia não eh um simples calendário ele marca acontecimento em ciclos e isso mesmo? alguém me corrija se eu estiver enganado , sendo assim são ciclos de pequenos e grandes períodos bom esse ciclos que esta se findando em 2012 ou talvez em 2013 ninguém sabe exatamente, corresponde a volta completa do nosso sistema solar sobre o centro da galaxia que seria de 26 .0000 aproximadamente ou mais então esse grande ciclo é marcado por este acontecimento alinhamento planetário com o centro da galaxia e a transição que seria a passagem de outro sistema solar com o nosso ..

  8. pedro disse:

    por que esse planeta existe?onde ele fica?e o fim do mundo e verdade?

  9. Mano Lima disse:

    Mas de novo esta conversa de Nibiru…esqueçam e vivam suas vidas, se vai acabar mesmo para todos, o que adianta ficar remoendo e sofrendo por antecipação? RELAXEM E GOZEM!

  10. Tarso disse:

    05/11/2012 22:52h moro no RS e nada de Nibiru e não vi hoje dois sóis, acredito que já deveria estar visível, a imprensa estaria relatando pois a audiência seria enorme pelo fato, pelo visto acho que muita gente vai pagar “mico” neste final de ano.

  11. José Alves disse:

    o mundo acabou??? agora já é dia 22 no japão, e tudo está normal kkkkkkkkkkkk

  12. falcáo disse:

    seguinte? primeiro eu vou da uma risada né.!
    hsahahahahahsahan!
    Esse é de roxa mesmo ne !
    Ate onde eu sei e que o nibiru nao e um planeta que vai passar perto da terra nao isso nao
    o nibiru ira colidir com a terra de fato
    uma retraçao colonial da esfera azul para uma orbita por mim muito bem detalhada
    so pra adianta
    eu nao devo satisfaçoes pro ze por vim
    sou enjoado nao gosto de abuso de altoridade
    o nibiru nao tem nada aver com atividade intra terrena ele so ta passando ne a inuma vel

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s