Arquivo de setembro, 2013

Robô Curiosity encontra água em solo marciano

Publicado: 27 de setembro de 2013 por sundeksp em Reportagens

Análise da primeira amostra de solo recolhida revelou que cerca de 2% da superfície do planeta é composta por água 

Auto-retrato da Curiosity feito enquanto ela realizava suas primeiras atividades de perfuração de rochas

Autorretrato da sonda Curiosity feito enquanto ela realizava suas primeiras atividades de perfuração de rochas (NASA)

A primeira amostra do solo marciano analisada pelo robô Curiosity revelou a existência de água na superfície do planeta. Segundo dados publicados nesta quinta-feira na revista Science, cerca de 2% do material coletado é composto por água. Também foram (mais…)

Anúncios

Marte: Nasa divulga análise de rocha com forma de pirâmide

Publicado: 27 de setembro de 2013 por sundeksp em Reportagens

Rocha com forma de pirâmide foi achada pela sonda Curiosity. Pontos marcados em amarelo e vermelho foram analisados pelos instrumentos da sonda Foto: Science/AAAS/Nasa / Divulgação 
Rocha com forma de pirâmide foi achada pela sonda Curiosity. Pontos marcados em amarelo e vermelho foram analisados pelos instrumentos da sonda
Foto: Science/AAAS/Nasa / Divulgação

 

A primeira rocha analisada por alguns dos instrumentos da sonda Curiosity em Marte chamou a atenção pelo incomum formato de pirâmide. A pedra, contudo, é comum na Terra e se forma nas profundezas do planeta, afirmam os cientistas, que apresentaram o resultado da análise nesta quinta-feira na revista especializada Science.

Na 1ª amostra recolhida, sonda Curiosity acha água em Marte 
Na 1ª amostra recolhida, sonda Curiosity acha água em Marte

 

A rocha foi apelidada de Jake_M pela Nasa – em homenagem ao engenheiro Jake Matijevic, do Laboratório de Propulsão a Jato (JPL, na sigla em inglês) da agência. Ela é um mugearite, um tipo encontrado na Terra em ilhas oceânicas e fendas nos continentes. A presença dessa pedra indica a presença de água em regiões profundas de Marte. 

“Na Terra, temos uma boa ideia de como as mugearites e rochas parecidas se formam”, diz Martin Fisk, geólogo marinho da Universidade do Estado do Oregon e membro da missão da Curiosity. “(O processo de formação) começa com o magma profundo na Terra que cristaliza com a presença de 1 ou 2% de água. Os cristais se formam no magma e o que não cristaliza é o magma mugearite, que pode eventualmente sair para a superfície em uma erupção vulcânica.”

 “Ela (a rocha) implica que o interior de Marte é composto de áreas com diferentes composições. Não é bem misturado. Talvez Marte nunca fique homogeneizado da forma como a Terra consegue através das placas tectônicas e do processo de convecção.”

Fonte:  Portal Terra

 

Outubro e novembro serão marcados por chuva de meteoros

Publicado: 27 de setembro de 2013 por sundeksp em Reportagens

Até o próximo dia 25 de novembro, ocorre a chuva de meteoros Oriônidas. Os fragmentos da chuva vêm do cometa Halley, quando o planeta Terra cruza sua órbita. O fenômeno registra uma taxa típica de 20 a 25 meteoros por hora – o que pode ser visto em uma noite escura e de céu limpo. As chuvas de meteoros não representam risco para a Terra e ocorrem em praticamente todos os meses, algumas com mais intensidade e ampla visibilidade, de acordo com o Observatório Nacional.

 O ápice da Oriônidas será nos dias 21 e 22 de outubro, porém as condições de observação não serão favoráveis, pois a Lua estará na fase cheia passando à minguante. A chuva de meteoros vem da constelação de Orion, perto da estrela Betelgeuse – a estrela vermelha mais brilhante da constelação.

 Segundo o Observatório Nacional, considera-se chuva de meteoros quando o planeta Terra cruza a órbita de um cometa, o que faz com que pequenos fragmentos que o corpo celeste deixa ao longo da sua órbita penetrem na atmosfera terrestre em um curto intervalo de tempo e em trajetórias quase paralelas.

 Meteoros são pequenos corpos celestes que se deslocam no espaço e entram na atmosfera da Terra, queimando parcial ou totalmente devido ao atrito com a atmosfera terrestre e ao contato com o oxigênio. O fenômeno deixa um risco luminoso no céu, popularmente chamado de estrela cadente.

 

OVNI Cavalo Marinho na Irlanda???? Setembro/13

Publicado: 23 de setembro de 2013 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

Vídeo de estranho objeto gravado em Belfast, na Irlanda em setembro de 2013.

Destaque no OVNI Cavalo Marinho

Destaque no OVNI Cavalo Marinho

O OVNI dessa gravação possui um formato nada convencional, o de um Cavalo Marinho ou se preferir de um ponto de interrogação (?). Nas minhas analises, pude perceber que o objeto é feito com algum tipo de metal, pois podemos ver a forma como o sol reflete quando seus raios de luzes o tocam. Não consegui encontrar (mais…)

Pontos luminosos próximos a navio nos EUA – Setembro/13

Publicado: 23 de setembro de 2013 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

Vídeo gravado de uma praia da Califórnia nos Estados Unidos em setembro de 2013 mostra pontos luminosos sobrevoando um navio ou voando atrás dele.

Interessante a movimentação desses objetos de luzes!
No primeiro momento do vídeo, três pontos luminosos se fazem presente na gravação. Alguns segundos depois, um quarto ponto brilhante aparece repentinamente no cenário. Nesse momento, o objeto postado a esquerda sai de cena, em uma manobra que deixa claro não ser um simples sinalizador. Logo em seguida, mais dois voam ao infinito, desaparecendo da imagem. Ao final do vídeo, o ultimo ponto também da adeus e some nas profundesas do céu!


Enviado ao Youtube por looknowtv

Um professor da Universidade de Sheffield (Reino Unido) afirma ter coletado material orgânico a 27 mil m de altitude. Segundo Milton Wainwright, não é conhecido nenhum fenômeno natural capaz de levar essas partículas a essa altitude, com exceção de violentas erupções vulcânicas. Contudo, como nenhum vulcão entrou em erupção nos últimos três anos na região pesquisada, Wainwright conclui que a única fonte possível para essas “entidades biológicas” é o espaço. As informações são do Huffington Post.

Segundo o Huffington Post, Wainwright divulgou seu estudo no Journal of Cosmology, uma publicação especializada controversa, com uma política de revisão por pares “questionável”. O professor admite, contudo, que pode ser descoberto um processo natural que tenha levado as partículas à estratosfera.

O próximo passo, afirma o pesquisador, é descobrir se o material é realmente de fora da Terra. “O experimento absolutamente crucial será o que é chamado de ‘fracionamento isotópico’. Nós vamos pegar algumas amostras que isolamos da estratosfera e introduzir em uma máquina complexa. Um botão será apertado. Se a proporção de isótopos nos der um número, então os organismos serão da Terra, se der outro, eles são do espaço.”

Fonte: Portal Terra

Localizada na Constelação de Escorpião, a nebulosa é conhecida como maternidade estelar, pelo grande número de estrelas que nascem no local
Nebulosa do Camarão: na luz visível, estrelas aparecem azuis e um pouco esbranquiçadas.              Nebulosa do Camarão: na luz visível, estrelas aparecem azuis e um pouco esbranquiçadas.              (Divulgação/ESO)

O VLT Survey Telescope (Telescópio de Rastreio do VLT) — um dos maiores telescópios do mundo, situado em Paranal, no norte do Chile — obteve o que é considerada a imagem mais nítida já vista da Nebulosa do Camarão. A região, localizada a 6.000 anos-luz da Terra, é chamada de maternidade estelar por ter um grande número de estrelas recém-nascidas aninhadas entre as nuvens que compõem a nebulosa. As fotos foram divulgadas nesta quarta-feira pelo Observatório Europeu do Sul (ESO, sigla em inglês).

A Nebulosa do Camarão se encontra na Constelação de Escorpião, uma região cheia de nuvens de gás que produzem jovens estrelas brilhantes e quentes, e de amontoados de poeira escura. A formação também é conhecida como Gum 56 — em homenagem ao astrônomo Colin Gum, que publicou um catálogo sobre áreas espaciais semelhantes à Nebulosa em 1955 — e tem uma extensão que equivale a quatro vezes as dimensões da Lua Cheia. Apesar do tamanho, a Nebulosa tem sido ignorada pelos observadores porque a maior parte de sua luz é emitida em um comprimento de onda que os olhos humanos não conseguem ver.

Nas imagens obtidas pelo ESO, é possível identificar o Collinder 316, um grande aglomerado estelar disperso que faz parte de um conjunto ainda maior de estrelas luminosas na região da Nebulosa. Além do Collinder, também são observadas diversas estruturas ou cavidades de cor mais escura, de onde o material interestelar foi expulso por fortes correntes de vento geradas pelas estrelas quentes das proximidades.

VST — O VST, ou VLT Survey Telescope, tem 2,6 metros de diâmetro e foi construído ao redor da câmera OmegaCam, capaz de produzir fotografias em resolução muito alta: até 268 megapixels.

As imagens obtidas pelo VST foram trabalhadas para que suas cores se sobressaíssem ainda mais. Para isso, foram usadas fotografias registradas por um astrônomo amador chamado Martin Pugh, que faz suas observações na Austrália, usando pequenos telescópios.

Fonte: Portal Veja

A equipe de cientistas considerou “que a Terra deixará de ser habitável em algum momento dentro de 1,75 bilhão e 3,25 bilhões de anos

A quantidade de tempo habitável de um planeta é relevante pois revela dados sobre a possibilidade de evolução da vida complexa Foto: Nasa / Divulgação 
A quantidade de tempo habitável de um planeta é relevante pois revela dados sobre a possibilidade de evolução da vida complexa
Foto: Nasa / Divulgação

​As condições que fazem com que o planeta Terra seja habitável durarão, pelo menos, outro 1,75 bilhão de anos, segundo um estudo (mais…)

Intrigante OVNI no céu do Reino Unido – Set/13

Publicado: 18 de setembro de 2013 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

Imagens capturadas no dia 14 de setembro de 2013 no Reino Unido apresentam um tipo de OVNI diferente daqueles que estamos acostumados a ver por aí. Parece um ser com traje espacial mas no lugar da cabeça vemos apenas uma luz piscante.

Imagem do estranho objeto capturada da gravação com zoom

Imagem do estranho objeto capturada da gravação com zoom

Achei bastante interessante esse vídeo, pois não mostra apenas a boa e (mais…)

Estranho objeto em desfile militar no México! Set/13

Publicado: 18 de setembro de 2013 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

No desfile aéreo do dia 16 de setembro de 2013 no México um estranho objeto chama a atenção de um telespectador local: uma esfera nada convencional que praticava movimentos ainda menos normal. O captador das imagens por um bom tempo deixa os caças de lado e tenta de todas as formas captar esse estranho objeto.

Veja o vídeo:

Em alguns momentos o movimento do estranho objeto lembra uma pipa. Reparem e fiquem a vontade para comentar!