Suposta nave extraterrestre é vista em área 51 nos EUA

Publicado: 22 de abril de 2015 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

Um vídeo que está circulando em redes sociais nos Estados Unidos traz a imagem de um objeto não-identificado sendo transportado por um caminhão durante a madrugada, levantando uma discussão calorosa entre leitores que defendem de tratar de uma “nave extraterrestre”. As informações são do The Mirror.

Localizado na base 51, uma área militar secreta americana, o estranho objeto estava sendo transportado e escoltado pela Leia o resto deste post »

Apelidadas como “luzes alienígenas” na superfície, ou Feature 1 e Feature 5, mostram raios brilhantes em relação ao resto de Ceres.

Dois pontos de luz diferentes na superfície do planeta Ceres (ou Anão) revelam informações importantes sobre sua formação. Os cientistas descobriram que as luzes têm diferentes origens, mostrando a presença de materiais diversos no corpo celeste de acordo com novas imagens divulgadas pela Nasa. As informações são do Daily Mail.

As fotos foram capturadas a 45 mil quilômetros de distância e mostram que o par de brilhos têm propriedades diferentes de temperaturas – após terem sido capturadas em infravermelho. As imagens fazem parte do primeiro mapa colorido de Ceres, mostrando variações de materiais da superfície, e revelando os diversos processos que ajudaram a moldá-la.

“O planeta anão não é somente uma pedra inerte. É ativo, tendo sofrido processos que resultaram em diferentes materiais em diferentes regiões”, explicou Chris Russel, da Universidade da Califórnia.

Apelidadas como “luzes alienígenas” na superfície, ou Feature 1 e Feature 5, mostram raios brilhantes em relação ao resto de Ceres, mas na região 1 faz-se mais frio que toda a superfície (já a cinco tem temperatura similar).

No mês passado, cientistas disseram que este par de pontos brilhantes misteriosas poderia ser altaneiro ‘vulcões de água’, quando os flashes cativaram a atenção de cientistas. Apesar das novas descobertas desta semana, a origem ainda permanece desconhecido. “Os pontos brilhantes continuam a fascinar a equipe de cientistas, mas vamos ter que esperar até que nos aproximamos e formos capazes de determinar a sua origem”, disse Chris Russell.

Imagens recentes da sonda ‘Amanhecer’ revelam a feature 5 em vários ângulos como a rotação de asteroides. Os raios de luz são visíveis mesmo quando eles estão perto da borda de Ceres, o que sugere que eles devem estar muito acima da superfície e não no fundo de uma cratera de impacto, como se acreditava anteriormente.

Fonte: Portal Terra

Sonda da Nasa encontra espécie de ‘salmoura’ em Marte

Publicado: 15 de abril de 2015 por sundeksp em Videos & Relatos

As condições frias e desoladas no planeta vermelho dificultam a presença de água líquida, mas recentes descobertas da sonda Curiosity revelam que Marte possui uma película fina e salgada – com a presença de sais perclorato – perto do seu trópico que evita o congelamento do solo durante a noite. As informações são do IFL Science.

As descobertas são baseadas em dados publicados na revista Nature Geoscience esta semana, e sugerem que existe uma mudança ativa na água do planeta entre a atmosfera e sua superfície, onde as condições seriam inviáveis para seres vivos, como micróbios.

A sonda da Nasa atravessa a chamada “Cratera Gale”, próxima ao equador no planeta vermelho, o que permitiu à equipe internacional liderada por Javier Martín-Torres da Universidade de Tecnologia Luleå, analisar umidade e temperatura atmosférica de um ano marciano completo. Neste tempo, porém, ainda não foi possível detectar as possíveis “salmouras líquidas” diretamente, mas, segundo Martín-Torres já é possível observar “as condições para a formação de salmouras na superfície”.

O Perclorato de sódio é um tipo de sal que reduz a temperatura de congelamento da água; ele também “puxa” as moléculas da água da atmosfera para formar um líquido corrosivo (salmoura). “Esses sais levam o vapor de água da atmosfera e o absorvem para produzir as salmouras. De acordo com as medidas, as salmouras líquidas poderiam estar se formando nos solos superiores da cratera durante a noite marciana, e, em seguida, evaporam quando a terra e ar começa a se aquecer depois do nascer do sol”, explicou o cientista.

Fonte: Portal Terra

Trago aqui a voces leitores do Aliens na Terra interessante coletânea de casos de OVNIS brasileiros publicados pela revista Super Interessante em junho de 2005, logico que com grandes incrementos da minha parte como videos dos casos e materias mais recentes confirmando ou desvendando os casos. Boa leitura e otima diversão!

Itens constam em matéria publicada pela revista Super Interessante em junho de 2005. Clique aqui para ver a matéria original.

Alguns casos de contatos com alienígenas em terras brasileiras se tornaram clássicos da ufologia. Especialistas apontam os Leia o resto deste post »

OVNI ou mais um FAKE gravado no Chile? – Abril/2015

Publicado: 14 de abril de 2015 por sundeksp em Videos & Relatos
Tags:, , ,

O vídeo foi divulgado por um usuário do Facebook que postou poucas informações a respeito, mas mesmo assim tornou-se viral e esta dando o que falar aqui no nosso continente! As informações dadas são que a gravação foi realizada por operarios no Chile, em 13 de abril desse ano.

Imagem ampliada da gravação

Imagem ampliada da gravação

Analisando o vídeo vemos que não existem cortes nas imagens, mas digamos a real, esse OVNI está bem esquisito Leia o resto deste post »

Asteroide de 40 metros pode atingir a Terra em 2017

Publicado: 14 de abril de 2015 por sundeksp em Reportagens
Tags:, ,

Do tamanho da Estátua da Liberdade, a pedra gigante pode causar consequências graves dependendo de onde atingir o planeta

Uma astrônoma alertou que um asteroide do tamanho da Estátua da Liberdade está em direção à Terra e pode colidir com o planeta em outubro de 2017. As informações são do The Mirror.

Segundo Judit Györgyey-Ries, do Observatório McDonald da Universidade do Texas, a pedra gigante poderá trazer um impacto maior do que aquele causado na Rússia, em fevereiro de 2013, quando o país foi atingido por este fenômeno e mais de 1.200 pessoas tiveram de ser hospitalizadas.

“O tamanho é estimado pelo seu brilho, mas não sabemos exatamente a refletividade. Assim, pode ser maior ou menos do que esperamos, tendo entre 10 e 40 metros”, afirmou.

A astrônoma americana afirmou que é possível enxergar o asteroide 2012 TC4 que poderá causar janelas quebradas e certo caos, dependendo de onde ele bater. De acordo com ela, há uma chance em um milhão de sermos atingidos.

Um asteroide gigante parecido a este quase atingiu o planeta em outubro de 2012, quando passou a 94,800 km de distância.

Fonte: Portal Terra

Cientistas descobrem que pode existir água líquida em Marte

Publicado: 13 de abril de 2015 por sundeksp em Reportagens
Tags:, , ,

Presença de vida ainda é considerada improvável no planeta. De acordo com autor da pesquisa, “a radiação que atinge o planeta é tão intensa que esteriliza a água”

Em partes do dia, pode existir água líquida na superfície do planeta vermelho(iStockphoto/Getty Images)

Em partes do dia, pode existir água líquida na superfície do planeta vermelho(iStockphoto/Getty Images)

Dados do robô Curiosity na superfície de Marte indicam que o planeta vermelho pode conter água líquida. Uma pesquisa publicada nesta segunda-feira na revista Nature Geoscience descreve a presença de perclorato de cálcio no planeta, uma Leia o resto deste post »

Extrema precisão dos sinais fez com que a hipótese de terem sido emitidos por alienígenas seja considerada, porém há outras explicações

Desde 2001 astrônomos e astrofísicos se vêem as voltas com um mistério, rápidas emissões ou rajadas na frequência de rádio, chamadas em inglês de Fast Radio Bursts (FRB). Radiotelescópios têm captado esses fenômenos, e em 2014 o instrumento Parkes da Austrália, conseguiu captar uma dessas rajadas ao vivo. As anteriores foram encontradas após análise de dados gravados. Cada um desses eventos dura somente alguns milissegundos, porém sua energia em somente um milissegundo equivale ao que o Sol emite a cada 300.000 anos.

As rajadas foram detectadas acima do plano da Via Láctea e analisando certas características dos sinais eles foram capazes de descobrir como estes foram afetados por sua passagem através de materiais cósmicos, nebulosas, nuvens de gás e outros. Ondas de rádio são alongadas e retardadas ao passar por material ionizado, e assim os cientistas concluíram que as FRBs viajaram bilhões de anos-luz. O alcance das rajadas já captadas varia entre 5,5 a 10 bilhões de anos-luz, e estima-se que um desses fenômenos possa ocorrer a cada 10 segundos.

Embora tenham uma duração muito curta, os astrônomos conseguiram localizar a região onde cada uma delas foi emitida com precisão, porém não encontraram qualquer objeto nas observações, feitas na luz visível, raios gama ou raios-X. O que tem se mantido inexplicável até agora é o fato de as medidas de dispersão das ondas são múltiplo de 187,5. Uma possível explicação seria que todas as rajadas provém de cinco fontes regularmente espaçadas, a bilhões de anos-luz daqui.

POSSÍVEIS EXPLICAÇÕES

A respeito do que podem ser as fontes fala-se da interesecção de campos magnéticos de duas estrelas de nêutrons, ou um tipo muito raro de supernova cujos efeitos da explosão interajam com uma estrela denêutrons em órbita. Outro tipo de estrela de nêutrons com fortíssimo campo magnético, chamado de magnetar, é no momento a explicação preferida da maioria dos astrônomos. Alguns chegaram inclusive a comentar a remota possíbilidade de que as rajadas de rádio possam ser resultado das ações de avançadas civilizações alienígenas. Porém, a magnitude de energia produzida por esses fenômenos faz com que a maioria dos cientistas descarte a hipótese extraterrestre.

Fonte – Revista UFO

A Nasa porém enfatiza que não está se referindo à vida de “homens verdes” e, sim, “de pequenos micróbios”

Talvez não sejam como em Star Trek, extraterrestres em corpos semelhantes aos humanos, mas estamos próximos de encontrar evidências de vida fora do planeta Terra, segundo afirmaram cientistas da Nasa. As informações são da CNN.

“Eu acho que teremos fortes indícios de vida além da Terra dentro de uma década, e evidências definitivas dentro de 20 ou 30 anos. Nós sabemos o que procurar, como procurar. Na maioria dos casos, temos tecnologia ou já estamos a desenvolvendo… Então, estamos no caminho”, afirmou a cientista-chefe da Nasa, Ellen Stofan, nesta terça-feira durante um painel de discussão sobre a água no universo.

Um gráfico apresentado pela Agência Espacial americana mostra que os cientistas já encontraram evidências ou indícios de água em diversos corpos celestiais, incluindo o planeta-anão Ceres e a Lua de Júpiter, Europa. O telescópio Hubble recentemente encontrou evidências poderosas de que a Lua de Júpiter, Ganimedes, tem um oceano de água salgada em seu subsolo, provavelmente entre duas camadas de gelo.

A Nasa porém enfatiza que não está se referindo à vida de “homens verdes” e, sim, “de pequenos micróbios”. O ex-astronauta John Grunsfeld disse que as descobertas feitas até agora são bastante animadoras e que acredita que em pouco tempo a ciência será capaz de achar vida fora do sistema solar também.

Fonte Portal Terra

Aliens? Explosões fora da Via Láctea têm padrão misterioso

Publicado: 1 de abril de 2015 por sundeksp em Reportagens
Tags:, ,

Medidas de dispersão de todas as explosões registradas são múltiplas de 187,5

Uma série de sinais pulsantes vindos de fora do sistema solar que tem sido captada pelos cientistas desde 2007 revelou um padrão inexplicável, segundo revelaram astrônomos nesta semana. As informações são do Daily Mail.

As chamadas explosões rápidas de rádio (FRB, em inglês) são raios brilhantes que duram menos de um milésimo de segundo, e foram registradas por 10 vezes pelos telescópios.  Os cientistas ainda não conseguiram entender a causa dessas explosões e, agora, outro mistério envolvendo as FRB foi levantado, já que as medidas de dispersão de todos os fenômenos registrados são múltiplas de 187,5.

A descoberta foi feita por Michael Hippke do Instituto de Análise de Dados, em Neukirchen-Vluyn, Alemanha, e John Learned, da Universidade do Havaí.  Segundo eles, a probabilidade de tal dado numérico ser “coincidência” é de 5 em 10 mil. “Se o padrão for real, será muito, muito difícil de explicar. Isso poderá ser parte de uma Nova Física, um novo tipo de pulsar, ou, por fim, se excluirmos todas as possibilidades, pode ser vida extraterrestre. Há algo realmente interessante para entendermos. Quando você começou a procurar algo novo, você pode encontrar algo inesperado”, disseram os cientistas.

Sobre as explosões rápidas, os astrônomos apontam que existem chances de serem causadas pelo colapso de uma estrela de nêutrons com um intenso campo, ou seja, corpos extremamente massivos, de campo gravitacional muito forte, que apresentariam explosões durante a morte de uma estrela, em alguma galáxia a bilhões de anos-luz do sistema solar.

Fonte: Portal Terra