Posts com Tag ‘AGROGLIFO’

ATUALIZADO EM 09/11/11 ÀS 17:10h
Matéria do Portal Terra falando a respeito dos agroglifos de Santa Catarina
__________________________________________________________
ATUALIZADO EM 08/11/11 ÀS 16:17H
Matéria postada no Youtube que foi ao ar em 06 de novembro de 2011 pela RBS TV de Santa Catarina sobre os agroglifos de Ipuaçu:
Fonte: Youtube – Autor:
__________________________________________________________
Postado em 07/11/11 às 20:50h por Aliens na Terra
Postado em 07.11.11 no Portal UFO | Atualizado 07.11.11 – 19h38 | Por Paulo R. Poian

Nova ocorrência em Santa Catarina surpreende até os mais céticos

Uma das fotos encaminhadas por morador ao Portal UFO

Logo após o início do surgimento de misteriosas figuras em campos catarinenses a partir de 31 de outubro [Veja matérias exclusivas relacionadas ao final da postagem], na noite deste domingo (06) uma literal “formação” de agroglifos foi encontrada em Ipuaçu, noroeste de Santa Catarina, novamente em plantações de trigo. Desta vez, são oito figuras simultâneas e surpreenderiam pelo tamanho – algo em torno de 50 m de extensão total, à confirmar.

Os agroglifos já apareceram em Ipuaçu em três anos anteriores (2008, 2009 e 2010).

O arquiteto e consultor da Revista UFO Antonio Fontenele, ao ficar sabendo da notícia na manhã desta segunda-feira, contatou um conhecido que mora na cidade, o Tchello (Twitter: @__TcHeLLo__), que atendeu imediatamente a solicitação e encaminhou algumas das fotos batidas no local. Ele comentou que “parecem um cálice”, talvez do chão ao topo do trigal.

Tchello acrescentou que havia um avião sobrevoando a região, possivelmente obtendo imagens aéreas. Outra fonte de Ipuaçu, Jorge Dalzot, relatou que a cidade está apreensiva porque o fenômeno desta vez superou todas as expectativas. A prefeitura vai fazer fotos aéreas e receberemos as imagens. Dalzot acompanhou todos os agroglifos anteriores na região e está estupefato com estes novos casos.

Mais dois – Há outra notícia narrando a descoberta de mais duas figuras nesta segunda-feira nas proximidades e já confirmada pela prefeitura do município, o que aumenta para 10 os agroglifos – em menos de 24 horas – em Ipuaçu.

“Eu recebi agora a pouco, através do colaborador Tchello, de Ipuaçu, um arquivo .PDF que foi enviado por um colega dele, que esteve hoje a tarde na localidade. Esse homem tirou medidas e fez um desenho que eu reproduzi esquematicamente no AutoCAD [Figura abaixo]. De acordo com o desenho – quatro desses círculos representados, sendo que o maior teria diâmetro de 4,2 m – estariam ligados por três retas iguais de 11,3 m ao círculo maior. A largura das retas não foi informada, só o comprimento”, informou Fontenele.

Representação de quatro dos 10 círculos, que estariam ligados entre si

“Se este desenho for realmente o que está lá, trata-se de um agroglifo tão significante quanto a “seta” de 2009 e os crop circles ingleses”, opinou ele.

Fonte: UFO

ATUALIZADO EM 07/11/11 ÀS 12:40H

07.11.11  | Atualizado 07.11.11 – 12h26 | Por Redação UFO

 Editor da UFO retorna da investigação dos círculos catarinenses

 Pesquisador relata suas impressões iniciais sobre os fatos

O ufólogo A. J. Gevaerd voltou no sábado (05) a noite de Santa   Catarina, onde esteve investigando os novos agroglifos surgidos na   semana passada. Foram quase 1.000 km percorridos em 36 horas, dos quais   uns 200 em estradas de chão e carreadores de fazendas, para pesquisá-los.   Falou com algumas dúzias de pessoas em busca de testemunhas, de   vestígios, opiniões e informações.

Na mesma região de Ipuaçu, Bom   Jesus, Abelardo Luz e Xanxerê, cidades situadas em um raio de 30 a 35   km, teve a enorme sorte de encontrar o novo agroglifo de Ouro Verde apenas algumas horas depois de descoberto, e dentro dele pôde fazer sua   pesquisa sem incomodação de populares e da imprensa. A figura estava   praticamente intocada e, tanto quanto o de Bom Jesus, ao contrário de   anos anteriores, não parece ter atraído muita atenção da população,   talvez por esta já estar se acostumando ao fenômeno.

O   agroglifo em questão tem 14 m de diâmetro e suas plantas de trigo estão   dobradas no típico formato espiralado em sentido anti-horário. Ao redor   dele há um “muro” de plantas intocadas de uns 100 a 120 cm de  espessura  e, então, um anel externo de mesma configuração, com plantas  também  dobradas no sentido anti-horário. A formação toda está em um  declive de  cinco a 10 graus, o que em nada afeta suas características [Veja As primeiras imagens do agroglifo em Ouro Verde].

“Ao  contrário do que pensam alguns curiosos, ele não é perfeito, mas  tem  imperfeições naturais que encontramos neste fenômeno e podem ou não  ser  propositais, ou seja, causadas pelas inteligências autoras das   formações. Tentei e consegui sinal de celular da Tim em meu aparelho, um   iPhone 3GS, sendo que aquela operadora não está presente na região,   apenas a Claro. O sinal, no entanto, foi insuficiente para originar uma   chamada ou mesmo enviar um torpedo”, informou Gevaerd.

“Consultei   várias testemunhas e absolutamente ninguém viu ou ouviu coisa   alguma, seja na noite imediatamente anterior à formação,   como é comum, seja em noites durante a semana. Nada. Este agroglifo  está  no topo de um pequeno morro, bem distante do carreador que lhe dá   acesso, uns 400 m, e chegar até ele não é fácil, pois as plantas estão   altas, já maduras parta colheita. A uns 50 ou 60 m acima dele há uma   pequena reserva natural de mata, que não penetrei”, relatou o ufólogo.

E continuou: “A  alegação de que o agroglifo é falso devido a marcas  de pneus não se  sustenta minimamente, porque tais marcas estão por toda a  plantação e  são de tratores que tratam da colheita com químicos, sendo  que a última  vez que foram produzidas foi há vários dias. Tanto que  elas, que  cortam o agroglifo, são cobertas pelas plantas dobradas”.

Depois   de checar a figura de Ouro Verde, Gevaerd foi ainda na sexta-feira   (4) ao de Bom Jesus, uns 10 km adiante na direção sul, que na verdade é   composto de dois círculos. Um deles é pequeno e tem 4,5 m de diâmetro e   outro, maior, os mesmos 14 m de diâmetro do de Ouro Verde.   Segundo o pesquisador, ambos estavam com as plantas dobradas em formato  típico espiralado no  sentido anti-horário. O anel do círculo maior – o  menor não possuía -,  um tanto tosco para os padrões conhecidos em SC,  tinha uns 30 ou 40 cm  de espessura e estava no sentido horário.

Características legítimas

A “parede” ou “muro” de plantas intactas entre as peças tinha a mesma   espessura. Também ali não encontrou qualquer sinal de fraude. As figuras   foram descobertas na tarde de 31 de outubro e sofreram fortes chuvas   todo o dia 01 de novembro, mas as plantas resistiram dobradas e   aparentemente seguem crescendo assim. Em algumas áreas parece haver   tufos de plantas tentando voltar à sua posição normal. A colheita pode   ser feita a qualquer instante.

Gevaerd foi a outras formações, já no cair  da noite de sexta [Relatório mais detalhado será divulgado posteriormente].  No sábado bem cedo aproveitou o dia  de boas condições para percorrer a  região, falar com mais pessoas em  busca de novos agroglifos e de novas  testemunhas, não obtendo nada  relevante. Foi então, no final da  manhã, à Ipuaçu visitar alguns amigos e encontrou o funcionário da  prefeitura Jorge Dalzot, que nos comunicou  no ano passado, ainda que  tardiamente, um agroglifo também naquela  cidade, que foi a primeira  onde o fenômeno se manifestou em 2008. Dalzot disse não  haver ainda  nenhum caso novo por lá este ano, o que outros  moradores confirmaram,  todos evidentemente ansiosos por novos fatos.

“Tendo   acompanhado o surgimento dos primeiros casos de círculos ingleses no   país desde a ocorrência inicial, em novembro de 2008, e nos anos   seguintes, e agora ido a Santa Catarina para novamente pesquisar in locu os  novos fenômenos, posso atestar que encontrei neles as mesmas   características que têm agroglifos de outros países, tanto aquelas que   conheci pessoalmente quanto as que estão descritas na literatura e que   também me atestaram os especialistas consultados”, disse Gevaerd.

“Não  tenho  absolutamente nenhuma indicação de que as novas formações possam  ser  resultado da ação humana. Nada encontrei que me levasse a pensar  assim, e  olhem que busquei por evidências neste sentido para  substanciar minhas  conclusões, não as encontrando. Corroboram com minha  opinião alguns  fazendeiros consultados, técnicos agrícolas e  ruralistas habituados à  plantação e colheita do trigo, que me alegaram  desconhecer a existência de  método ou máquina que resulte naquele  efeito”, completou.

Sobre amostragens de plantas e solo para análise, Gevaerd enfatizou que desta vez não recolheu nada, “porque nos anos anteriores, quando colhi e levei para laboratórios, não consegui que nenhum fizesse qualquer exame, por ceticismo. Então, me limitei, em entrevistas concedidas, a pedir às inúmeras entidades e órgãos ligados à agricultura em SC – e naquela região há várias -, que o fizessem”.

“Estou receoso e lamentando, contudo, que novamente praticamente nenhum pesquisador tenha decidido investigá-los in locu, como eu fiz, e ainda exista muito ceticismo em torno desses fatos, curiosamente vindo justamente por parte de quem não demostra nenhum interesse em pesquisá-los pessoalmente”, finalizou.

Fonte: UFO

_________________________________________________________

Publicado em 04/11/11 às 23:12h

Postado no Portal UFO 04.11.11  | Atualizado 04.11.11 – 20h19 | Por Redação UFO

Gevaerd dentro do círculo descoberto na manhã desta sexta em Ouro Verde, oeste catarinense

Na manhã desta sexta-feira (04), recebemos em primeiríssima mão a informação de que outro sinal havia surgido em Santa Catarina logo cedo, desta vez em Ouro Verde, uns 30 km de Ipuaçu e aproximadamente 15 km de Bom Jesus, onde o fenômeno se manifestou pela última vez. O editor Gevaerd estava justamente se dirigindo à região [Veja A. J. Gevaerd foi para Santa Catarina a fim de investigar os agroglifos] e foi praticamente o primeiro a adentrar no local.

“Como já estava chegando, de carro, fui imediatamente para lá e tive a sorte de ser uma das primeiras pessoas a entrar no agroglifo descoberto hoje. A figura impressiona. Está a uns 400 m de uma estrada rural do município, que por sua vez está a cinco quilômetros da rodovia. Portanto, no meio do nada. É um tanto difícil chegar até a imagem”, relatou ele.

No seu entender, este círculo possui todas as mesmas características dos agroglifos legítimos encontrados em várias partes do mundo, e seria idêntico ao já visto anteriormente na mesma região. O sinal tem cerca de 15 m de diâmetro e suas plantas estão dobradas de forma espiralada típica, em sentido anti-horário. Há uma “parede” de plantas intocadas ao redor dele com cerca de um metro de espessura, mais um anel externo circundando-o, igualmente de plantas dobradas em sentido anti-horário, de um metro de espessura.

Formação impressiona e suas características parecem as mesmas dos agroglifos mundiais

“Também estive agora pouco no agroglifo de Bom Jesus e, ao contrário do que se falou antes, são duas formações circulares, uma com as mesmas dimensões deste de Ouro Verde e outro ao lado, de 4,5 m de diâmetro”, disse. “Estou fazendo todas as análises. Reportarei mais informações logo mais e permanecerei alerta para novas formações a qualquer momento”, completou Gevaerd.

Para ver mais fotos direto do site UFO clicar aqui.

Fonte: UFO