Posts com Tag ‘cometa’

Em feito histórico, homem consegue fazer robô pousar em cometa

Publicado: 12 de novembro de 2014 por sundeksp em Reportagens
Tags:, ,

Robô foi lançado às 7h03 de hoje da sonda Rosetta e levou sete horas para atingir a superfície do cometa, que está a 500 milhões de quilômetros da Terra

Agência Espacial Europeia (ESA) espera fazer história ao aterrissar uma sonda em um cometa a 500 milhões de quilômetros da Terra

Agência Espacial Europeia (ESA) espera fazer história ao aterrissar uma sonda em um cometa a 500 milhões de quilômetros da Terra

O robô Philae conseguiu aterrissar no cometa 67P/Churyumov-Gerasimenko às 14h05 (horário de Brasília). Trata-se de um feito inédito na exploração especial.

“Este é um grande passo para a civilização”, disse Jean Jacques Dordain, diretor-geral da Agência Espacial Europeia, que deu início à missão há cerca de duas décadas.

“Sabíamos que este tipo de feito não iria cair do céu, só com trabalho duro e muito conhecimento.”

O robô foi lançado às 7h03 de hoje da sonda Rosetta e levou sete horas para atingir a superfície do cometa, que está a 500 milhões de quilômetros da Terra.

Agora, o robô fará análises da composição da superfície do corpo celeste, o que pode oferecer novas pistas sobre a formação do Sistema Solar e da vida na Terra.

‘Sopa orgânica’

Uma das teorias sobre o início da vida na Terra postula que os primeiros ingredientes da chamada “sopa orgânica” vieram de um cometa.

Estes são considerados alguns dos corpos celestes mais antigos do Sistema Solar.

A missão Rosetta, batizada em homenagem à pedra que possibilitou a tradução dos hieróglifos egípcios, foi planejada na década de 80 e custou ao menos US$ 1 bilhão.

A sonda foi lançada em março de 2004 e desde então, já orbitou o sol cinco vezes, ganhando velocidade “surfando” a gravidade da Terra e de Marte.

Para atravessar a parte mais gelada de sua rota, a sonda foi desligada em 2012 e somente reativada em 1º de janeiro deste ano.

Anúncios

Cometa poderá ser visto até a 1ª semana de janeiro

Publicado: 2 de janeiro de 2012 por sundeksp em Reportagens
Tags:, ,

Desde a metade de dezembro, o cometa recém-descoberto C/2011 W3, conhecido como Lovejoy, tem chamado a atenção de astrônomos por ter sobrevivido à passagem rasante pelo Sol no último dia 16. E sua sobrevivência significa um espetáculo a mais na virada do ano. Astrônomos estão registrando o Lovejoy há vários dias e na passagem para 2012 ele deverá aparecer também (embora os fogos de artifício possam comprometer sua visibilidade). O cometa ‘viaja’ rumo ao polo sul celeste até a primeira semana de janeiro. (mais…)

Por Aliens na Terra

Foto capturada do Telescópio

 

Chega uma hora em que não mais aguentamos um determinado assunto… o da moda é sobre os cometas que passaram, passam ou irão passar próximos a Terra. Mas se você imaginou que essa moda também ia passar com o fim do passeio do cometa Elenin, enganou-se! Vem aí o Cometa C/2011 L4 Panstarss, descoberto em 5 de julho de 2011 pela equipe do telescópio Panstarrs-1 de 1800 milimetros, localizado no Havaí.

Esse Cometa, garantem os descobridores, poderemos ver a olho nu! Será a diversão de várias noites futuras.

Quando foi descoberto, C/2011 L4 Panstarrs se localizava muito além da órbita de Júpiter, a 1.4 bilhões de km do Sol. Seu brilho foi calculado em 18.5 magnitudes, cerca de 100 mil vezes mais fraco que o limite de detecção da visão humana.
As primeiras observações mostram que o cometa tem uma órbita altamente inclinada e em março de 2013 já poderá ser visto no quadrante oeste logo após o ocaso, mas os últimos raios solares deverão interferir na observação. Estimativas conservadoras mostram que C/2011 L4 Panstarrs deverá atingir a magnitude 1, similar à de muitas estrelas visíveis no céu noturno. De acordo com o Laboratório de Propulsão a jato da Nasa, JPL, o brilho poderá ser ainda maior, com magnitude negativa de meio ponto.
A órbita de C/2011 L4 Panstarrs foi determinada pela primeira vez em 8 de junho de 2011 (2 dias após sua descoberta), depois que o astrônomo G. V. Williams analisou 34 posições do objeto registradas pela poderosa câmera de 1.4 gigapixels anexada ao Panstarrs-1. Inicialmente, a única estimativa foi sobre os valores do periélio em 2013, mas revisões posteriores já mostravam uma órbita bastante peculiar, apontando para a possibilidade de um cometa bastante brilhante.
No momento, C/2011 L4 Panstarrs se encontra a 1.2 bilhões de km do Sol e em março de 2013 atingirá o periélio, quando a menor distância até a estrela será de apenas 45 milhões de quilômetros, já inserido dentro da órbita de Mercúrio. É esperar e conferir!

Fonte da pesquisa: Apolo11.com